Um banco central é uma instituição financeira independente ou ligada ao Estado cuja função é gerir a política econômica, ou seja, garantir a estabilidade e o poder de compra da moeda de cada país e do sistema financeiro como um todo. Além disso tem como objetivo definir as políticas monetárias (taxa de juros, câmbio, entre outras) e aquelas que regulamentam o sistema financeiro local. O banco faz isso interferindo mais ou menos no mercado financeiro, vendendo papéis do tesouro, regulando juros e avaliando os riscos econômicos para o país.

 

Central bank pela internet

 

 

Afghanistan: Banco de Afghanistan
Albania: Banco de Albania
Algeria: Banco de Algeria
Argentina: Banco Central de Argentina
Armenia: Banco Central de Armenia
Aruba: Banco Central de Aruba
Australia: Reserve Banco de Australia
Austria: Austrian National Bank
Azerbaijan: Banco Nacional de Azerbaijan
Bahamas: Banco Central de The Bahamas
Bahrain: Banco Central de Bahrain
Bangladesh: Bangladesh Bank
Barbados: Banco Central de Barbados
Belarus: Banco Nacional de the Republic of Belarus
Belgium: Banco Nacional de Belgium
Belize: Banco Central de Belize
Benin: Banco Central de West African States (BCEAO)
Bermuda: Bermuda Monetary Authority
Bhutan: Royal Monetary Authority of Bhutan
Bolivia: Banco Central de Bolivia
Bosnia: Banco Central de Bosnia and Herzegovina
Botswana: Banco de Botswana
Brazil: Banco Central de Brazil
Bulgaria: Bulgarian National Bank
Burkina Faso: Banco Central de West African States (BCEAO)
Burundi: Banco de the Republic of Burundi
Cambodia: Banco Nacional de Cambodia
Cameroon: Banco de Central African States
Canada: Banco de Canada - Banque du Canada
Cayman Islands: Cayman Islands Monetary Authority
Central African Republic: Banco de Central African States
Chad: Banco de Central African States
Chile: Banco Central de Chile
China: The People's Banco de China
Colombia: Banco de the Republic
Comoros: Banco Central de Comoros
Congo: Banco de Central African States
Costa Rica: Banco Central de Costa Rica
Côte d'Ivoire: Banco Central de West African States (BCEAO)
Croatia: Croatian National Bank
Cuba: Banco Central de Cuba
Cyprus: Banco Central de Cyprus
Czech Republic: Czech National Bank
Denmark: Banco Nacional de Denmark
Dominican Republic: Banco Central de the Dominican Republic
East Caribbean area: Eastern Caribbean Central Bank
Ecuador: Banco Central de Ecuador
Egypt: Banco Central de Egypt
El Salvador: Central Reserve Banco de El Salvador
Equatorial Guinea: Banco de Central African States
Estonia: Banco de Estonia
Ethiopia: Banco Nacional de Ethiopia
European Union: European Central Bank
Fiji: Reserve Banco de Fiji
Finland: Banco de Finland
France: Banco de France
Gabon: Banco de Central African States
The Gambia: Banco Central de The Gambia
Georgia: Banco Nacional de Georgia
Germany: Deutsche Bundesbank
Ghana: Banco de Ghana
Greece: Banco de Greece
Guatemala: Banco de Guatemala
Guinea Bissau: Banco Central de West African States (BCEAO)
Guyana: Banco de Guyana
Haiti: Banco Central de Haiti
Honduras: Banco Central de Honduras
Hong Kong: Hong Kong Monetary Authority
Hungary: Magyar Nemzeti Bank
Iceland: Banco Central de Iceland
India: Reserve Banco de India
Indonesia: Bank Indonesia
Iran: The Banco Central de the Islamic Republic of Iran
Iraq: Banco Central de Iraq
Ireland: Central Bank and Financial Services Authority of Ireland
Israel: Banco de Israel
Italy: Banco de Italy
Jamaica: Banco de Jamaica
Japan: Banco de Japan
Jordan: Banco Central de Jordan
Kazakhstan: Banco Nacional de Kazakhstan
Kenya: Banco Central de Kenya
Korea: Banco de Korea
Kuwait: Banco Central de Kuwait
Kyrgyzstan: Banco Nacional de the Kyrgyz Republic
Latvia: Banco de Latvia
Lebanon: Banco Central de Lebanon
Lesotho: Banco Central de Lesotho
Libya: Banco Central de Libya
Lithuania: Banco de Lithuania
Luxembourg: Banco Central de Luxembourg
Macao: Monetary Authority of Macao
Macedonia: Banco Nacional de the Republic of Macedonia
Madagascar: Banco Central de Madagascar
Malawi: Reserve Banco de Malawi
Malaysia: Banco Central de Malaysia
Mali: Banco Central de West African States (BCEAO)
Malta: Banco Central de Malta
Mauritius: Banco de Mauritius
Mexico: Banco de Mexico
Moldova: Banco Nacional de Moldova
Mongolia: Banco de Mongolia
Morocco: Banco de Morocco
Mozambique: Banco de Mozambique
Namibia: Banco de Namibia
Nepal: Banco Central de Nepal
Netherlands: Netherlands Bank
Netherlands Antilles: Banco de the Netherlands Antilles
New Zealand: Reserve Banco de New Zealand
Nicaragua: Banco Central de Nicaragua
Niger: Banco Central de West African States (BCEAO)
Nigeria: Banco Central de Nigeria
Norway: Banco Central de Norway
Oman: Banco Central de Oman
Pakistan: State Banco de Pakistan
Papua New Guinea: Banco de Papua New Guinea
Paraguay: Banco Central de Paraguay
Peru: Central Reserve Banco de Peru
Philippines: Bangko Sentral ng Pilipinas
Poland: Banco Nacional de Poland
Portugal: Banco de Portugal
Qatar: Qatar Central Bank
Romania: Banco Nacional de Romania
Russia: Banco Central de Russia
Rwanda: Banco Nacional de Rwanda
San Marino: Banco Central de the Republic of San Marino
Samoa: Banco Central de Samoa
Saudi Arabia: Saudi Arabian Monetary Agency
Senegal: Banco Central de West African States (BCEAO)
Serbia: Banco Nacional de Serbia
Seychelles: Banco Central de Seychelles
Sierra Leone: Banco de Sierra Leone
Singapore: Monetary Authority of Singapore
Slovakia: Banco Nacional de Slovakia
Slovenia: Banco de Slovenia
Solomon Islands: Banco Central de Solomon Islands
South Africa: South African Reserve Bank
Spain: Banco de Spain
Sri Lanka: Banco Central de Sri Lanka
Sudan: Banco de Sudan
Surinam: Banco Central de Suriname
Swaziland: The Banco Central de Swaziland
Sweden: Sveriges Riksbank
Switzerland: Swiss National Bank
Tajikistan: Banco Nacional de the Republic of Tajikistan
Tanzania: Banco de Tanzania
Thailand: Banco de Thailand
Togo: Banco Central de West African States (BCEAO)
Tonga: National Reserve Banco de Tonga
Trinidad and Tobago: Banco Central de Trinidad and Tobago
Tunisia: Banco Central de Tunisia
Turkey: Banco Central de the Republic of Turkey
Uganda: Banco de Uganda
Ukraine: Banco Nacional de Ukraine
United Arab Emirates: Banco Central de United Arab Emirates
United Kingdom: Banco de England
United States: Board of Governors of the Federal Reserve System (Washington)

Federal Reserve Banco de New York
Uruguay: Banco Central de Uruguay
Vanuatu: Reserve Banco de Vanuatu
Venezuela: Banco Central de Venezuela
Yemen: Banco Central de Yemen
Zambia: Banco de Zambia
Zimbabwe: Reserve Banco de Zimbabwe

 

 

Os papéis tradicionais de um banco central são:

Banqueiro do governo: é ele quem guarda as reservas internacionais em ouro ou moeda estrangeira do governo.
Autoridade emissora de moeda, ou monopólio de emissão: é o banco central quem, com exclusividade, emite ou autoriza a emissão de papel moeda daquele país.
Executor da política monetária e cambial: é o banco central quem insere ou retira moeda do mercado, regula as taxas de juros e regula a quantidade de moeda estrangeira em circulação no país. Essas operações são conhecidas como open market ou operações de mercado aberto, e consistem principalmente na compra e venda de títulos públicos ou de moeda estrangeira para instituições financeiras previamente escolhidas.
Banco dos Bancos, ou prestamista de última instância: o banco central provê empréstimos exclusivos aos membros do sistema financeiro a fim de regular a liquidez ou mesmo evitar falências que poderiam causar uma reação em cadeia de falências bancárias. Ele também mantém os depósitos compulsórios dos bancos comerciais, regulando assim a multiplicação da moeda escritural no mercado.
Além desses papéis, alguns bancos centrais (como por exemplo o Banco Central do Brasil) acumulam também o papel de supervisor do sistema financeiro.

História
O primeiro banco central de que se tem notícia foi o Banco da Inglaterra. Ele surgiu em 1694 como uma sociedade anônima privada. Como contrapartida de empréstimos para financiar a guerra contra a França o Rei William de Orange concedeu ao banco o monopólio de emissão de moeda na região de Londres, dando-lhe assim duas das funções clássicas de um banco central: Era banqueiro do governo e também detinha monopólio de emissão (apesar de restrito).

Devido ao grande prestigio e confiabilidade alcançados pelo Banco da Inglaterra, os outros bancos começaram a a prática de ali manter depósitos e garantias. Nos séculos XVIII e XIX houve uma proliferação de pequenos bancos rurais na Inglaterra, que para evitar quebras e crises de confiança, mantinham depósitos de garantia nos grandes bancos de Londres, que por sua vez mantinham seus depósitos de garantia no Banco da Inglaterra. Com isso ele se destacou com o eixo do sistema bancário inglês. Por volta de meados do século XIX o Banco da Inglaterra começou a fazer liquidações de saldos entre os depósitos que os outros bancos mantinham junto a ele, criando as bases dos sistemas de compensação bancária e assumindo enfim o terceiro papel tradicional de um banco central: o de Banco dos Bancos.

Seguiu-se que ele era o único banco habilitado a servir como prestamista de última instância quando surgiam crises no sistema financeiro, evitando assim a reação em cadeia provocada pelas falências bancárias e as crises de confiança. Assim, assumia também o mais este dentre os papéis clássicos.

Em 1946 a sua importância para o sistema financeiro da Inglaterra foi finalmente reconhecida, e o banco foi estatizado, assumindo oficialmente o status de Banco Central.

Nos moldes do Banco da Inglaterra, os outros bancos centrais da Europa também passaram por diversas fases de evolução até chegarem no nível de evolução atual, com o Banco Central Europeu.

Independência


Hoje em dia muitos consideram que quanto mais independente um banco central, maior seria sua autonomia para agir e a eficácia de suas atuações para a estabilização da moeda e manutenção do seu poder de compra.

Em contrapartida outros alegam que há vários bancos centrais de países com economias fortes e em amplo crescimento estável que não seguem esse modelo de indepêndencia, como o Banco Central do Japão e o Banco Popular da China.

O modelo maior de independência entre os bancos centrais atuais é do Banco Central Europeu (que por sua vez foi inspirado no bem sucedido banco central da Alemanha, o Bundesbank) , seguido pela Reserva Federal (informalmente "Fed") dos Estados Unidos.

O Banco Central do Brasil atingiu um nível de evolução em que, na prática, tem autonomia total e certa independência, mas legalmente ainda é dependente e subordinado ao Conselho Monetário Nacional e subseqüentemente ao Ministério da Fazenda.

Um banco central independente é aquele que não pode financiar o déficit público, ou seja não pode adotar políticas emissionistas A única atribuíção de um Banco Central independente é manter a moeda estável.


Lista de países no mondo

 

Abrir Conta bancária suíça - Duvidas Conta Suiça - Conta Suíça numerada - Ordem Conta bancária suíça - Conta bancária no caribe - Conta bancária na Áustria - Conta Bancaria Latvia - Conta bancária em alemão - Conta Nos Estados Unidos - Duvidas Conta EU - Ordem Conta nos EUA - Cartão anónimo Maestro - Pedir Cartão anónimo - Contato - Mais Informação - Glossário de termos Empresarial - Diccionario de finanças em inglês - Bancos centrais - Bancos da Suíça - Reguladores de Valores no mundo - O qui é Forex - Mapa du Site


Copyright © 2005 - 2016 Contas Bancarias Offshore

 

The information contained in this Website is not meant to substitute qualified legal advice given by a specialist knowing your particular situation. We are not a bank and can’t be held responsible for any loss or damages whether direct, incidental, indirect, special, or consequential, among others, relating access to this Web site. Read our Disclaimer / Terms and Conditions